• Press Agency

#CA | Presidente do Brasil propõe evangelização de comunidades tradicionais indígenas

Posicionamentos do Presidente do Brasil na Cúpula das Américas não são bem aceitos


[Por Mister B.]


Presidente do Brasil (à esquerda), Presidente do Equador (à esquerda)

Após a primeira sessão, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, finalmente apareceu para debater. O comitê tem como principal objetivo tratar tópicos sobre a proteção de povos indígenas em isolamento voluntário e amparo a essas comunidades tradicionais. Além de não aparecer na 1º sessão do comitê, Bolsonaro fez uma declaração polêmica envolvendo as crenças religiosas de povos indígenas.


Durante a segunda sessão realizada ontem dia 25 de julho na Aliança Francesa, o presidente do Brasil se manifestou dizendo: “A minha igreja e demais igrejas evangélicas têm promovido contato e educação desses povos de forma a promover a assimilação destes a cultura nacional e para fomentar a educação deveríamos promover a evangelização dessas pessoas”.


Em uma entrevista exclusiva para a Press, o presidente do Equador demonstrou desaprovação no discurso proferido por Bolsonaro e se posicionou afirmando que: “Todos os discursos do senhor Jair Bolsonaro eu senti um grande despreparo para a presença dele naquele comitê, ele tinha bastante dúvida de alguns termos usados, ele considerou privilégios indígenas trazendo o termo igualdade tanto que eu citei o termo equidade a ele, e logo depois ele trouxe a ideia de evangelização. Alguns outros países também citaram a questão de quão absurdo isso é considerando que na carta de direitos humanos e nos princípios da cúpula e da OEA nós tratamos de liberdade e de democracia. Então você obrigar alguém a ter tal religião isso seria inadmissível”.


Presidente do Equador

Na terceira sessão as nações discutiram sobre o tópico de Educação e subtópicos de Grilagem e Território. Durante a Coletiva de Imprensa, conseguimos esclarecer as dúvidas que surgiram durante as sessões e também solicitamos o posicionamento do presidente do Brasil referente a sua fala.

Presidente do Brasil

Questionada do porquê esses povos devem ser evangelizados, o mesmo afirmou que: "Como slogan proposto pelo meu governo que acredito fielmente ‘O Brasil deve estar acima de tudo e Deus deve estar acima de todos’, portanto trazer essa perspectiva da evangelização apenas irá contribuir para que esses povos possam ter acesso a uma vida de melhor qualidade, possam ser assimilados na sociedade brasileira e possam nos fins dos tempos ir aos seus, eu apenas quero ajudá-los”

40 views

Recent Posts

See All
OFFICE HOURS

Monday until Friday, 09h - 19h.

WE ARE WAITING FOR YOU

Come and participate in the UN simulation.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
OUR VALUES
  • Integrated

  • Transparent

  • Joyful

FIND US

IREL - Instituto de Relações Internacionais, UnB

Brasília/DF

CEP: 70910-900

 

© 2019 AMUN | Created by Karina Moreira