• Press Agency

#CA | Em último dia de sessão, comitê envia nota de repúdio à imprensa


[Por Mister B.]


Os presidentes dos Estados Unidos da América (EUA), Brasil, Peru, Paraguai, Canadá, Equador, Colômbia, Uruguai, Guatemala e Guiana deram início hoje dia 28 de julho de 2019 (domingo) às 13h57 a 10º e última seção do comitê Cúpula das Américas (CA) em Brasília na Aliança Francesa.


Já no final do tópico B – Amparo a povos e comunidades tradicionais, os mesmos começaram o debate com o último subtópico referente a esse assunto e em seguida partiram para o tópico A, que visa tratar a Proteção de povos indígenas em isolamento voluntário e de recente contato.


O primeiro assunto a ser discutido foi o de defesa territorial contra a presença de agentes governamentais e não-governamentais conjuntamente com segurança para comunidades tradicionais e também enfatizaram sobre grupos de missionários religiosos reconhecendo essa ação como antiética e etino centrista, os presidentes acreditam que esse ato se trata de imperialismo cultural pois essa prática desestrutura a hierarquia de povos indígenas e corrompe sua tradição.


As nações falaram igualmente sobre maior oxigenação interestatal para defesa dos territórios indígenas que se encontram transfronteiriços e melhora do desenho de implementação de politicas de saúde e protocolos de contingencia, assim como sistemas de aviso prévio e prevenção de conflitos com a ajuda desses povos e outras comunidades do entorno.


Relacionado ao assassinato da liderança Emyra Wajãpi por garimpeiros que foi divulgado pela Mídia Ninja hoje dia 28 de julho, os países chegaram ao consenso de que esse ato é totalmente repudiado pela cúpula e medidas cabíveis deveram ser tomadas.

Para ter acesso a matéria completa do mídia ninja clique no link: http://bit.ly/CA_Emyra


Através de uma nota de repúdio enviada à Imprensa, a Cúpula afirma que:


A IX sessão da Cúpula das Américas repudia as ações agressivas contra a aldeia de Waiâpi, em Pedra Branca do Ampari, no Amapá, Brasil, realizadas no dia 27 de julho de 2019. 

A Cúpula exige uma resposta das autoridades brasileiras, a fim de garantir a segurança dos nativos locais assim como a punição constitucional dos agressores e a retomada e a devolução das terras tomadas. Os países integrantes da Cúpula apelam para a proteção dos povos tradicionais e assim evitar que eventos como esse ocorram novamente.

221 views

Recent Posts

See All
OFFICE HOURS

Monday until Friday, 09h - 19h.

WE ARE WAITING FOR YOU

Come and participate in the UN simulation.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
OUR VALUES
  • Integrated

  • Transparent

  • Joyful

FIND US

IREL - Instituto de Relações Internacionais, UnB

Brasília/DF

CEP: 70910-900

 

© 2019 AMUN | Created by Karina Moreira